ENGENHARIA FILOSÓFICA

Twitter: @jonatasdlima

Vídeo | “Privileged Species” (e o Princípio Antrópico)

“Espécies privilegiadas: como o Cosmos é projetado para a vida humana”

O Discovery Institute lançou em março deste ano o documentário “Privileged Species”, apresentado por Michael Denton. Além de publicações associadas à tecnologia e economia, o Discovery Institute promove a nível internacional o movimento denominado Design Inteligente, que contrapõe a ideia do acaso Darwinista através das evidências científicas que apontam à causa e motivo (propósito) da existência da vida na Terra.

Assim é defendido o argumento do Princípio Antrópico, no qual é possível analisar a curiosa maneira a que parece nosso planeta ter sido perfeitamente projetado para receber a vida.

Assista o vídeo abaixo (em inglês). São 30min de imagens belíssimas e informações de cair o queixo.

O papel da ciência

A ciência (i.e método científico), por si só, não pode e não faz afirmações filosóficas. Nela, as disciplinas da física, química, biologia et. al, servem de instrumentos para o homem entender como os fenômenos e sistemas da naturais acontecem; entretanto, as afirmações acerca da origem dos fenômenos (seja pelo dito materialismo ou design inteligente) sempre serão de autoria do cientista. Obviamente, caso as pressuposições filosóficas do cientista sejam de cunho materialista, este – ao descobrir processos bioquímicos de complexidade irredutível, deficiências na geologia para o modelo evolucionista e defrontar com as pistas oferecidas pelo princípio antrópico – dificilmente afirmará que suas pesquisas o tem levado ao entendimento de um universo planejado para a vida; sua tendência será “contornar” o problema, falar que longos períodos de tempo resolveriam tudo e etc.

Nisso reside a força do movimento Design Inteligente (DI), no qual religiosos e agnósticos falam a mesma língua, sem precisarem entrar em discussões teológicas/religiosas. É a flecha que acertou o calcanhar de Aquiles da Teoria Evolucionista (TE): a ciência pela ciência, e depois, sim, uma interpretação filosófica fidedigna.

Aliás, Darwin fez isso em seu livro A Origem das Espécies e deixou a receita para que as gerações posteriores desmentissem ou não sua teoria.[1] Infelizmente, aqueles que persistem a apoiar a teoria evolucionista, seja lá por quais motivos, têm praticado a filosofia naturalista antes da ciência. O negócio é simples: pesquisa + dados = evidências pra alguma filosofia; com as mais recentes descobertas (últimos 100 anos) precisa-se de bem mais fé para apoiar o Acaso e o Nada da TE.

O Princípio Antrópico

William Lane Craig, em sua colaboração no livro “Quem Criou Deus?”, declara:

“Nos vários campos da física e astrofísica, cosmologia clássica, mecânica quântica e bioquímica, descobertas reiteradamente mostraram que a existência da vida depende de um equilíbrio delicado de constantes físicas e quantidades. Se tais fossem levemente alterados, o equilíbrio seria destruído e a vida não existiria. De fato, em muitos casos, nem mesmo as estrelas e planetas, nem mesmo a química, nem mesmo a própria matéria atômica existiria, muito menos a vida biológica. Na verdade, o universo parece ter sido incompreensivelmente ajustado de maneira precisa a partir do momento de seu início para permitir a existência de vida inteligente.”[2]

O vídeo Privileged Species mostra este equilíbrio com muita categoria. Ao analisar as 4 grandes forças da física, a água, o carbono, o oxigênio e tudo o mais, a probabilidade de realmente ter ocorrido a evolução (e a probabilidade de acreditarmos na TE) cai a zero. De fato, falando em probabilidade, alguns corajosos já calcularam qual a probabilidade de as 122 constantes antrópicas[3] (i.e, condições ideias para a vida) pudessem existir hoje em qualquer outro planeta, por acaso; nenhum resultado é bom para os defensores da TE. O astrofísico Hugh Ross, chegou à probabilidade de 1 chance em 10^138! Isto é, 1 chance em 1 seguido de 138 zeros[4]. E você preocupado com a probabilidade de ganhar na mega-sena!

Não surpreende (pelo menos não deveria) o fato de Michael Denton afirmar que “os astrobiológos e aqueles que trabalham na NASA têm repelido a ideia da formação da vida por acaso”. À medida que as evidências de um projeto, de um Criador, esmagam as convicções materialistas controversas, fica difícil se manter fiel à TE.

É a mesma coisa quando aquele que nunca viu uma Ferrari decide “dar uma voltinha”. Ele entra, checa os bancos. Aí vê a perfeição no design externo e interno, além dos detalhes dos faróis, painel e rodas. Liga o som e, enfim, o motor. Percebe que tudo funciona perfeitamente; a aceleração, frenagem, e todas as funções eletrônicas. Depois de viajar 3 horas, a 200 km/h, sem que o carro emita qualquer ruído, e sem que ele, piloto, fique com dores no corpo (pois os bancos são perfeitos, têm temperatura controlada e controle automático da posição), ele enfim brada: “essas parafernálias todas nunca se juntaram ao acaso de forma tão perfeita!”. Ao meu ver, isso seria, no mínimo, injusto para com o sr. Enzo Ferrari.

Jônatas Duarte Lima

Referências 

  1. Darwin cita em seu livro: “Se pudesse ser mostrado que qualquer órgão complexo existente não tivesse sido formado por modificações numerosas, sucessivas e pequeninas, minha teoria estaria absolutamente acabada.” (A Origem das Espécies, 1859). Só como exemplo, a coagulação do sangue, os cílios e a visão são alguns destes sistemas que, se descobertos na época de Darwin, poderiam tê-lo levado a desistir de publicar seu livro.
  2. ZACHARIAS, R; GEISLER, N. Quem criou Deus?. Editora Relexão, 2014.
  3. GEISLER, N. Enciclopédia de apologética. Editora Vida, 2002.
  4. GEISLER, N. TUREK, F. Não tenho fé suficiente para ser ateu. Editora Vida, 2006.
Anúncios

Um comentário em “Vídeo | “Privileged Species” (e o Princípio Antrópico)

  1. Pingback: Vídeo | The Fine Tuning of the Universe | ENGENHARIA FILOSÓFICA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 1 de maio de 2015 por em Design Inteligente, Vídeos e marcado , , .
Momento Bíblia Anotada

Este blog apresenta dicas de anotações interessantes na Bíblia.

SÉTIMO DIA

Um Blog Adventista com Assuntos Contemporâneos

LER PRA CRER

"Um livro pode ser nosso sem nos pertencer. Só um livro lido nos pertence realmente." Eno T. Wanke

%d blogueiros gostam disto: